segunda-feira, 21 de maio de 2012

Cortina de criança

Vou vos contar um segredo.
Por favor não contem a ninguém.
É segredo.

Havia uma alma bem bonita, por fora e por dentro.
"Por fora do quê, Mãe?"
Por fora da pele, meu filho.
"Por dentro do quê, Mamã?"
Por dentro da terra, da inconsciência, do amor.

Ela falava defronte da janela.
Seu filho já se tinha emigrado para o céu junto ao Rio Douro, naquele lugar onde era muito costume concretizar o pedido feito a Deus para terminar a vida de desespero de forma fluída, rápida e esvoaçante.

Ela roçava o desamparo de virgem.

Seu Pai lhe dava muita força.
Ela era muito devota.

Ora,
meu amigo,
se ainda não descobriste o segredo,
não serei eu quem to irá revelar.

A minha Lista de blogues

Seguidores

Acerca de mim

A minha foto
"(...) as leis não têm força contra os hábitos da nação; (...) só dos anos pode esperar-se o verdadeiro remédio, não se perdendo um instante em vigiar pela educação pública; porque, para mudar os costumes e os hábitos de uma nação, é necessário formar em certo modo uma nova geração, e inspirar-lhe novos princípios." - José Acúrsio das Neves